Baixe gratuitamente nosso livro ‘Parques Naturalizados’

A publicação, realizada em parceria com a Urban 95, traz exemplos e dicas para implantar essa solução baseada na natureza que é boa para as crianças e para as cidades!
Texto: Parques Naturalizados: como criar e cuidar de paisagens naturais para o brincar. Foto da capa do livro com crianças em um brinquedo feito de tocos de madeira cortados em diferentes tamanhos.

08 jun Baixe gratuitamente nosso livro ‘Parques Naturalizados’

Você é gestor público? Técnico de algum município? Ambientalista? Ativista pelo direito à cidade? Educador? Síndico de prédio? Se preocupa com o futuro de nossas cidades? Então, este livro é para você!

Reunimos, na publicação “Parques Naturalizadosinspirações, ferramentas e recursos para planejar e implementar essas paisagens naturais para o brincar.

O que são parques naturalizados? Qual é o processo a seguir para criá-los? Por que promover lugares de brincar e aprender com a natureza? Essas são as perguntas que a publicação responde.

“O livro cria uma trilha de acesso para aqueles que desejam uma nova ideia de cidade, mais verde e favorecedora das experiências da infância”, diz Renata Meirelles, coordenadora do projeto de pesquisa Território do Brincar, no prefácio. Com exemplos práticos e fotos, suas páginas têm a intenção de orientar e facilitar o caminho de todos os que procuram criar lugares naturais de brincar, seja em terrenos públicos, como praças e escolas, em condomínios, clubes ou até no próprio quintal, por que não?

Afinal de contas, o direito a um meio ambiente equilibrado é garantido no Brasil por meio do artigo 225 da Constituição Federal, e quanto mais áreas verdes houver, espalhadas pelos territórios, mais oportunidades haverá para as crianças, mais saúde haverá para todos e melhores serão as nossas cidades!

“O contato com a natureza traz benefícios para toda a vida da criança, e temos cada vez mais certeza de que pisar na grama e brincar na terra molhada são ativos únicos para o pleno desenvolvimento na primeira infância”, diz a pesquisadora do programa Criança e Natureza Bebel Barros, autora da publicação. 

A proposta dos parques naturalizados, espaços para brincar, descansar ou apenas passar tempo junto à natureza, conecta a comunidade com os ambientes naturais e as especificidades de sua própria cidade. Com a missão de favorecer o brincar autônomo e criativo, esses locais podem explorar elementos culturais, usar espécies nativas, desenvolver trilhas sensoriais, brinquedos e mobiliário feitos com elementos naturais ou resíduos da poda urbana. 

Baixe aqui o  seu e bora tornar as cidades mais verdes e brincantes!