Manual dá dicas para ocupar e recuperar praças

foto2

19 jan Manual dá dicas para ocupar e recuperar praças

Iniciativa do Programa Criança e Natureza e Movimento Boa Praça procura estimular as famílias a se unirem e transformarem as praças em locais de confraternização.

A praça mais próxima da sua casa, aquela que seria ótima para ir com as crianças, está suja, maltratada, sem equipamentos? Que tal começar a cuidar dela para que você, sua família e os vizinhos do bairro possam curtir o local? Para incentivar as famílias a promover essas mudanças, o programa Criança e Natureza, do Instituto Alana, e o Movimento Boa Praça, elaboraram o manual ‘Como ser um boa praça’, com dicas e orientações para ocupar e revitalizar espaços públicos.

“A vivência ao ar livre proporciona às crianças a oportunidade de brincar e permite um contato próximo com a natureza. O manual estimula as pessoas a transformarem as praças em espaços de convivência.” explica Lais Fleury, coordenadora do programa Criança e Natureza.

Entre as sugestões do manual, há brincadeiras simples que podem ser feitas entre as famílias e crianças nas praças, como jogos de elástico, bola, peteca ou corda, ou atividades culturais, como feira de trocas de brinquedos, apresentações de dança, teatro ou saruaus, por exemplo. “Frequentar uma praça perto de onde moramos aumenta os encontros entre vizinhos e aumenta a segurança e estimula a criação de um laço comunitário” diz Carolina Tarrío, do Boa Praça.

Manual está disponível no site do Criança e Natureza e pode ser usado por qualquer pessoa em qualquer cidade.

Para saber mais sobre a ocupação de praças clique aqui e leia a entrevista com a jornalista Carolina Tarrio, do Movimento Boa Praça, que explica a origem e importância da iniciativa.