5 dicas para criar um ambiente externo para as crianças

19 set 5 dicas para criar um ambiente externo para as crianças

Quem dera todos tívessemo aquele quintal da infância, quando as tardes eram passadas brincando nele! Um pedaço de chão de terra, uma árvore, uma pilha de caixotes, um tanque de areia, peças soltas… Hoje poucas pessoas podem ter um quintal, e muito menos um quintal amigável às crianças. Porém, a realidade urbana apresenta inúmeras possibilidades e, até o parquinho do prédio pode ser um lugar perfeito!

Transformar o quintal ou o parquinho do prédio pode ser mais divertido de brincar e é mais barato e mais fácil de arranjar. Quer dicas para tornar esses espaço irresistível para as crianças?

 

Fábrica de terra

caixa-de-areia-2

foto: Renata Ursaia

Tanques de areia podem ser bem divertidos, mas que tal misturar um pouco de água? Se não tiver areia no espaço, terra e barro também são ótimos para brincar! Reserve um canteiro de areia ou terra onde as crianças possam molhar o chão, sujar as mãos, fazer esculturas, brincar de comidinha e criar objetos. Depois sai tudo com água e sabão!

 

Tá na chuva? É pra se molhar!

 

agua

foto: Renata Ursaia

As crianças amam água e se sentem naturalmente atraídas por esse elemento. Tomar um banho de chuva, pular na poça d´água, misturar com terra, com sementes e com o que mais puder catar pelo caminho, brincar de cozinhar, de sujar e de limpar. Lembre-se de deixar a mão alguns potinhos de iogurte, garrafinhas e outros materiais que sirvam de recipiente.

Fique de olho: nunca deixe recipientes com água sem tampa. Guarde todos os potinhos e garrafinhas num saco, caixa ou de cabeça para baixo, para evitar o acúmulo de água e a proliferação de mosquitos. Procure evitar o desperdício de água.

 

Desafios

madeira

foto: Renata Ursaia

Olhe bem para seu quintal, para a pracinha ou para o parquinho do prédio e tente identificar pedras, tocos, uma árvore… Esses elementos podem virar brinquedos que desafiam os limites físicos das crianças. Saltar de uma pedra para outra, se dependurar numa corda amarrada na árvore, balançar em um pneu velho amarrado a um galho ou seguir um circuito de obstáculos com tijolos pode ser bem divertido e super saudável! Outra ideia bacana é investir num pedaço de tecido lycra praia (5 metros) e amarra-lo em uma árvore para que as crianças possam brincar de se pendurar, balançar, fazer casulos etc.

 

Brincando com sucata

banquinho

Toda casa produz sucata. Embalagens vazias, objetos quebrados, pedaços de coisas que ninguém usa mais, tudo isso pode virar brinquedo num quintal amigo das crianças. É incrível ver a mágica que elas fazem ao combinar diferentes pedaços de coisas e produzir novos objetos e brinquedos, associados aos elementos naturais (pequenos animais, sementes, frutas, pedras, água). Uma utilidade e tanto para aquilo que não servia mais: estimular a imaginação e as brincadeiras ao ar livre.

Fique de olho: muito cuidado com objetos cortantes ou enferrujados que podem machucar. Certifique-se de que os materiais disponíveis não oferecem riscos.

 

Um cantinho e a imaginação

casinha

foto: Slowkids

Criança adora um cantinho para se esconder. Alguns metros de corda amarrada em duas pontas, coberta com um pedaço de pano, e até uma pequena barraca de brinquedo podem se transformar num mundo à parte. Só de entrar ali a criança já se sente protegida e dona de seu próprio mundo, onde sua imaginação é o limite!

Inspiração: http://rainorshinemamma.com/how-to-create-a-kid-friendly-backyard/