O brincar livre no contexto da pandemia Covid-19

crianças correndo na escada

18 jul O brincar livre no contexto da pandemia Covid-19

O brincar é a linguagem das crianças. Elas são insuperáveis em imaginar coisas que ainda não existem, combiná-las com a realidade e, assim, ampliar o mundo. O tempo junto, em família, no contexto da pandemia Covid-19, pode ser uma boa oportunidade para que as crianças olhem para dentro de si, reconheçam o que as move e brinquem sozinhas. Isso também é contato com a natureza, com a nossa própria natureza.

A vida ao ar livre está suspensa, mas o contato com a natureza não! Confira as seis dicas que preparamos sobre como colocar natureza na vida das crianças durante a quarentena.

PDF com

  1. Mantenha as crianças ativas fisicamente: Manter o corpo ativo ganha importância especial nesses tempos de isolamento – ele é nosso meio de existência no mundo e precisa ser cuidado. Respeitando as orientações de isolamento, devemos procurar todas as alternativas possíveis para mantê-las usando o corpo.

2. Explore a natureza próximaVamos permitir e incentivar que as crianças vivam o tempo e o espaço da quarentena para aprimorar sua capacidade natural de pesquisar e investigar o que estiver ao seu alcance.

3. Cultive plantas:  jardinagem pode ser uma experiência muito rica durante a quarentena: nos ajuda a viver o presente, acalma a mente e pode contribuir bastante para aproveitarmos esse “espaço-tempo” tão diferente.

4. Leia sobre o mundo natural: Nesses tempos de confinamento, mergulhe nos livros e torne-se um aventureiro de sofá!

5. Use as telas a seu favor: Estamos todos, mais do que nunca, no ambiente digital. O que realmente importa não é o tempo que passamos na frente das telas, mas o que e como fazemos isso.

6. Aposte no brincar livre: Permita que a criança dê vazão à sua vontade de construir, criar, montar, fazer – acessando diferentes linguagens expressivas e de experimentação.

SAIBA MAIS:

Estar na natureza em família faz bem, afirma pesquisa 

O QUE É ESSENCIAL PARA AS NOSSAS CRIANÇAS?